Você já sabe como funciona o People Marketing?

Você já sabe como funciona o People Marketing?

People Marketing é uma metodologia criada pela Social Miner, que tem como objetivo ajudar as empresas a entenderem por que as pessoas tomam certas decisões – inclusive as decisões de compra.

Entender de pessoas tornou-se a base para qualquer negócio não é mesmo? Mas, e como entendê-las online, este é o foco desta nova metodologia. Que tem tudo para transformar a interação entre empresas e consumidores online. Precisamos iniciar tendo em mente que não são negócios fazendo vendas, como conhecemos até hoje o B2B e o B2C, são pessoas a frente de negócio falando com pessoas que são seus possíveis consumidores, é o famoso H2H, que já abordei em meu portal https://anabarbaradias.com.br/o-foco-esta-no-h2h/

Compreendido que são pessoas trocando com pessoas precisamos então compreender como surge esta nova metodologia o People Marketing, que tem como foco o olhar centrado nas pessoas, que gostam de conhecer e se conectar com pessoas, como por exemplo o caso citado pela Social Miner, da Nubank, que humanizou o processo online com interações reais, ou por exemplo a Netflix que tem funcionários reais que respondem os clientes com respostas reais, e naturais, se tornando uma marca mais humana e automaticamente aumentando seu engajamento e interação.

Pessoas gostam de pessoas não é mesmo? Então o People Marketing vem apresentar uma nova forma de interação, cada vez mais real, com histórias reais, e principalmente com pessoas falando com pessoas, e não tão automatizada, através da inteligência artificial. Ou seja, People Marketing é contar história antes de vender, é conhecer seu público tão bem que você acompanha ele online, sabe da história dele, é entender de pessoas e saber o que esperam do seu negócio. Ficou interessado pela metodologia? Acessa o e-book do pessoal da Social Miner que criou, https://conteudo.socialminer.com/ebook-social-miner-insights

Já conhece o Employer Branding?

Já conhece o Employer Branding?

Employer Branding é a reputação da sua empresa como empregadora, como um lugar para trabalhar.

Antes de entermos o que o termo significa, vamos compreendê-los em separado, employer é que emprega, o que contrata, ou seja, o empregador, e branding significa marca, sendo assim employer branding é uma estratégia de dar enfase a marca empregadora, consequentemente tornando os empregados embaixadores da marca.

Mas, e afinal, o que employer branding tem a ver com marketing? E como podemos aplicar esta estratégia em nossas empresas? Estas são as duas questoes que tentarei responder ao longo do texto. Primeiro a mais simples, tudo está relacionado a marketing, tudo que diz respeito à mercado e a marca, e com employer branding não é diferente, pois para que as empresas consigam aplicar esta estrartégia são necessárias açoes de marketing para que os colaboradores.

Então, da mesma forma que você precisa criar estratégias para a sua marca, fazendo branding, é preciso também criar estratégias de employer branding para atrair talentos que estejam alinhados com sua cultura. Talentos que posteriormente serão os seus embaixadores da marca.

Com o employer branding é possível melhorar a reputacao da sua marca/empresa, fazendo com que ela se torne referência no mercado de atuação, e o melhor, ela se tornará referência e terá divulgação através dos seus colaboradores. Ao aplicar estratégias para atração de talentos alinhados com a cultura da empresa você conseguirá melhores resultados internos, e consequentemente mais assertividade em suas ações com o mercado externo.

Afinal, para conseguirmos garantir mais engajamento para nossas marcas é preciso que tenhamos colaboradores alinhados com o propósito da empresa, para que assim estes consigam envolver clientes finais, através do seu olhar e acreditação para com a empresa. Então minha dica é: foque sempre em tornar seu funcionário seu embaixador da marca!

A importância da segmentação de mercado

A importância da segmentação de mercado

Essa semana quero frisar a como é necessário separarmos os grupos e, nichos para que seja possível aumentar as vendas e consequentemente melhorar o posicionamento da empresa.

Vamos começar então entendendo o que é segmentação de mercado? É o processo de divisão de diferentes que grupos, que se diferenciam por suas necessidades e desejos, ou seja, é olhar os que gostam de azul de uma maneira e os que gostam de verde de outra, mas calma que não para por aí.

Após conseguirmos compreender que a segmentação é essencial para que consigamos alcançar e atingir nosso cliente ideal, começamos então a elaborar campanhas que causem mais identificação com eles, e para que essa aproximação seja mais assertiva precisamos segmentar o mercado, identificando-o geograficamente (aonde estão), demograficamente (renda, idade), psicograficamente (estilo de vida, personalidade) e comportamentalmente (o que o levará a consumir).

Em seguida é preciso identificar os princípios para otimizar os resultados obtidos com a segmentação, estes princípios são: identificável, mensurável, substancial, acessível, diferençável, acionável e durável. É preciso que se consiga identificar semelhanças para agrupamento dos grupos, mensurar o potencial deste público, compreender se substancialmente tem potencial financeiro, se é acessível ao público, se levar em conta a diferenciação, e a ação de compra está alcançando o público e tenha durabilidade.

Ai sim, após a segmentação e o alinhamento dos princípios, se monta a persona, que são personagens fictícios criados para representar os diferentes tipos de usuários, para que a empresa ou marca consiga se aproximar ainda mais com seu cliente ideal.

Ficou interessado? Abaixo tem um link das questões para serem aplicadas para elaboração da sua persona:

Clique Aqui e acesse as questões

http://5seleto.com.br/100-perguntas-para-se-fazer-quando-for-criar-uma-buyer-persona/

Fenomenologia da interação começa a fazer sentido nas interações online

Fenomenologia da interação começa a fazer sentido nas interações online


Saiba como melhorar suas parcerias e estratégias de relacionamento melhorando seus processos de interação

Você já se perguntou com quem tem se relacionado nas suas redes sociais? Este é o principal objetivo da fenomenologia da interação, que visa melhorar nossas estratégias de marketing de relacionamento, gerando assim conexões que contribuam para nossos processos evolutivos.

Antes de pensarmos em nossas relações online vamos entender o que é essa tal fenomenologia da interação, na qual nós que vivemos em rede estamos fazendo parte, ela diz respeito a maneira que interagimos em nossas relações, ou seja, vivemos em rede e precisamos entender melhor como viver da rede, objetivando melhorar nossos processos de interação.

Esse fenômeno surge com essa nova ciência, que traz novas descobertas, como esse novo processo da ciência das redes, fenômenos estes associados à interação e que foram divididos em quatro: o clustering, o swarming, o cloning e o crunching.

Clustering

A premissa desta etapa é que tido que interage clusteriza, ou seja, tudo que aproxima interage, trazendo para o marketing de relacionamento significa dizer que todas as pessoas que se aproximam iniciam um processo de interação, iniciando assim uma rede, e a conectividade online contribui para que este processo ocorra de maneira mais rápida.

Swarming

Esta segunda descoberta tem como alicerce central, que tido que interage pode enxamear. Ao nos aproximarmos dos outros em rede o fenômeno do enxameamento, contribuindo assim para a formação de grupos.

Cloning

Este processo diz respeito a copiar, onde, a vida imita a vida, somos seres imitativos que aprendemos e imitamos os que convivem conosco, imitamos nossos pais, amigos, e pessoas que admiramos.

Crunching

Este último fenômeno demonstra que com o aumenta da conectividade estamos diminuindo o tamanho do “mundo” e nos conectando com mais facilidade, independente do local que a pessoa esteja, este processo só é possível por conta da conectividade.

Agora que você já entendeu como se da à fenomenologia da interação voltamos a primeira questão, comece a perceber quem faz parte da sua rede, e aprenda com ela, torne-se melhor na sua área de atuação, e clusterize, forme grupos, imite, melhore, aprimore suas habilidades, e diminua distâncias.

Obrigada!

Marketing e as novas tendências que vêm por aí!

Marketing e as novas tendências que vêm por aí!

Personalização com marketing data-driven

Primeiro precisamos entender o que é data driven, que significa orientação por dados, ou seja, são dados obtidos para a melhoria na tomada de decisão, para que não se tome decisões por intuição ou experiência e sim por comprovação de dados reais e quantificáveis. E vamos então compreender o que é essa personalização com marketing utilizando o data driven?

Conforme citou Maitê Gomez Fraile, Industry Head no Google Espanha, “em 2019 vamos oferecer estruturas acionáveis para esse princípio, compartilhando o que chamamos de ‘modelo 5As de marketing data-driven’: audiência, assets, acesso, atribuição e automação”. Essa nonva formatação nos traz novas formar de fortalecermos as marcas por emio dessa disrupção mercadológica advinda da transformação digital, ofertando assim experiências completas para os consumidores.

Por exemplo: quando se vai à Disney se tem o uso de uma pulseira que utiliza marketing data driven, e acompanha todos os consumidores em seu passeio pelo parque, podendo assim gerar interações e ter acesso à experiências e momentos vividos pelo cliente durante sua passagem pelo parque.

Esse novo formato de compreensão dos processos de marketing vem trazer mais assertividade nas estratégias, otimizando também os processos de interatividade mercadológica, bem como as demandas exclusivas de cada consumidor, para que assim as empresas consigam conhecer de maneira única e profunda seus usuários, atingindo assim o ápice do marketing na atualidade que é ter embaixadores da marca, mas esse tema ficará para a próxima coluna, bem como as tendências que estão surgindo nesse novo mercado digital. Obrigada e continuem por aqui que sempre teremos novidades!

A força referral marketing

A força referral marketing


Entenda como aplicar, e os benefícios que esta estratégia pode trazer para a sua empresa!

Em tempos de carnaval a pergunta é: em qual festa você foi por indicação de alguém? Ou aonde comprou sua fantasia? Pois é, este é o famoso marketing boca a boca, que vem se reinventando e se moldando para cada vez mais surtir mais efeito e contribuir para o posicionamento da sua marca ou empresa.

Referral marketing ou marketing de indicação é a técnica para incentivar todos os que se relacionam com a empresa, visando que estes, seja ele, funcionário, fornecedor ou cliente indique um produto ou serviço aos seus familiares, amigos ou conhecidos, ou até mesmo aos que se relacionam com ele apenas pelas redes sociais.

A meta do referral é deixar o consumidor tão feliz que ele reproduza está felicidade aos que convive, e assim outros queiram ter a mesma experiência que ele, e acabem por consumir também seu produto. E o trabalho de quem atua no marketing é transforam esta experiência de compra em uma experiência completa e feliz, a ponto do cliente propagar e trazer novos consumidores.

Referral marketing deve seguir a premissa de Peter Drucker, o bom marketing é aquele que ninguém percebe que acontece, ou seja, ele deve acontecer de forma orgânica, partindo de dois princípios, o primeiro, que todos os consumidores adoram compartilhar que tiveram boas experiências, e o segundo, que os consumidores confiam mais em sua rede de relacionamento do que em vendedores.

Mais o que fazer então para que o seu referral marketing traga benefícios reais para a sua empresa? Vou listar algumas dicas chaves passadas pelo pessoal da Resultados Digitais:

  1. É essencial que seu negócio se volte para uma ótima experiência do seu cliente;
  2. Um cliente satisfeito pode ser responsável pela geração de até 3 Leads;
  3. Lembre-se: seus clientes são seus melhores vendedores.

Por fim, faça muita troca com seu cliente, deixe ele fazer parte, cocrie com ele, torne-o parte da sua empresa, que assim seu referral será muito mais eficaz, e siga também as dicas acima, ofertando sempre experiências positivas e principalmente felizes. Obrigada!

Marketing Sistêmico

Marketing Sistêmico

Visualizando o mercado como um todo!

O marketing sistêmico nada mais é do que o estabelecimento dos padrões básicos de marketing, os “elementos horizontais” que podemos aplicar em qualquer empresa, independentemente de seu tamanho, forma, clientes e produtos ou serviços.

Para isso, o marketing sistêmico tem duas linhas fundamentais de ação, conforme cita https://laculturadelmarketing.com/marketing-sistemico/:

No eixo vertical, teríamos:

Pessoas: são principalmente para quem as empresas direcionam suas mensagens, comunicações, produtos e serviços.

Marcas: é a “alma” de uma empresa, a parte que liga o lado emocional e racional dos consumidores. A parte imutável.

Tecnologia: afeta o meio ambiente, é essencial entendê-lo hoje, porque estamos em uma mudança de tempo em que os canais de comunicação, a mídia, o meio de comunicação, a mensagem estão mudando.

Resultados: o marketing deve estar sempre associado a resultados, orientado e focado na obtenção de resultados para a empresa.

No eixo horizontal, teríamos:

Estratégia: é responsável por conectar todas as ações com os resultados marcados. É essencial marcá-lo e desenvolvê-lo.

Criatividade: elemento fundamental para o marketing, deve ser maximizada e não se ater a padrões ou estilos, deve se adaptar a cada empresa para alcançar essa diferenciação é absolutamente necessário.

Integração: o marketing deve sempre ter uma visão global e ser entendido de múltiplas perspectivas.

Ou seja, ao integrarmos todos os processos, através do marketing sistêmico, e aplicação dos eixos vertical e horizontal, será possível vivenciarmos o marketing sistêmico, seja em uma pequena, média ou grande empresa. Obrigada e até a próxima!

Inspiração, conexão, criação!

Inspiração, conexão, criação!

Como esses três processos podem mudar toda sua estratégia de marketing.

E aí me conta, com quem você tem convivido? Quem tem te inspirado? E as suas conexões como está? Suas conexões e inspirações tem contribuído para o seu processo criativo? E o seu ócio criativo como está? Ufa, quantas perguntas não é mesmo, mas vamos pensar juntos, como utilizar histórias inspiradoras e as nossas conexões com o mundo em que estamos inseridos para melhorar nossos processos de criação.

Mas o que tudo isso tem a ver com estratégia de marketing? Primeiro vamos lá, tudo, tudo mesmo tem a ver com marketing e cm estratégia, com o marketing porque estamos em constante troca com o mercado, e sim essa troca é marketing, e estratégia é um plano, uma meta, um método para alcançar um resultado ou objetivo especifico, então porque não nos conectarmos à histórias inspiradoras para melhorar nossas estratégias de marketing.

Inspiração

Todos nós temos histórias, e momentos de nossa vida que inspiram, utilize processos que admiras e que podem ser aplicados dentro de sua estratégia e se inspire. Não estou falando em copiar, e sim em inspirar, a inspiração vai te ajudar, aconselhar, influenciar e não copiar. Leia livros de pessoas e histórias que te inspiram, siga no Instagram, acompanhe blog, site, o importante é estar em conexão com histórias que possam te inspirar.

 

Conexão

Ao definir quais historias e pessoas te inspiram, se conecte com elas, leia, estude, compreenda, analise o contexto, traga para seu cluster, insira no seu convívio, mesmo que não fisicamente, mas insira, a conexão é muito útil dentro no processo criativo, pois quanto mais você compreende o contexto, se conecta com os que estão a sua volta, mas fácil de conhecer historias inspiradoras.

 

Criação

Após nos conectarmos para nos inspirar, ou vice-versa, é preciso viver seu processo criativo, pensar em como essas histórias podem influenciar na sua, em como essas conexões podem te ajudar, faca muito marketing, muita troca, viva seu processo de criação, tenha estratégia, saiba o que esperar de cada acao, e que resultado deseja obter, e então crie, e se inspire, e se conecte e continue vivendo esse processo cíclico, melhorando, inovando e agregando cada vez mais nas suas estratégias de marketing.

Embaixadores da marca

Embaixadores da marca

Crie ações para que seus clientes sejam leais e se envolvam tanto com a marca que passe a ser embaixadores dela.

Estamos caminhando para um novo momento do marketing, aonde teremos mais embaixadores e muito, muito marketing imperceptível, lembre-se quanto mais você conseguir transformar seu marketing em algo natural, através de seus embaixadores, mais marketing você fará, e mais atrairá consumidores para a sua empresa, e como no marketing todo processo é cíclico, e quanto mais embaixadores você consegue ter mais consumidores propensos a se tornarem embaixadores e assim o ciclo tem continuidade.

Diferente dos evangelizadores, os embaixadores não têm um salário para divulgar a marca ou produto, eles defendem por acreditarem na marca, eles querem compartilhar e promover o produto por terem tido experiências positivas com ele, e por acreditarem que o produto em questão pode sim agregar algo na vida do outro.

Estes clientes são apaixonados pela marca, e estão dispostos a defender e divulgar sempre que necessário. Para desenvolver e criar estes embaixadores, que seguem e defendem a marca a colunista do blog Small Business Trends, sugere um planejamento dividido em quatro etapas, inicie priorizando seus clientes reais, tenha experiências de
compras incríveis e inesquecíveis, promova interação e principalmente tenha bons produtos.

No planejamento sugerido, a primeira etapa é reconhecer seus reais clientes, quem usa, acredita e propaga a marca e o produto, não apenas nas redes sociais mais no dia a dia, conheça seus clientes reais, interaja com eles, entenda o que pensam e como consomem, eles com certeza terão muitas ideias, e por se sentirem parte defenderam ainda mais a marca.

A próxima etapa é em relação a experiência, que pode ser algo simples, mas que tenha significado para seu cliente, um bom atendimento, uma mensagem de aniversário, um mimo, ou simplesmente deixa-lo participar, e ouvir a sua opinião, ao interagir com seus reais clientes você saberá exatamente como criar uma experiência que seja incrível para ele.

E ao conhecer e criar experiência você conseguira interagir e desenvolver produtos que se assemelhem cada vez mais a estes clientes reais, pois como falei no início todo processo de marketing é cíclico, e cada ação levará a outra que fará a roda girar, atraindo assim mais seguidores, mais embaixadores e consequentemente mais clientes, que poderão se tornar embaixadores e dar continuidade no processo cíclico. Afinal no marketing tudo é uma troca.

Marketing SMART: engajamento de maneira mais eficaz

Marketing SMART: engajamento de maneira mais eficaz

Marketing SMART surge para facilitar nossos processos de criação e desenvolvimento das campanhas de marketing.

Muito tem se falado em engajamento, mas antes de pensarmos em engajar precisamos melhorar nossos processos, trazendo mais eficácia e agilidade para as ações de marketing. Lembre-se que antes de engajar é necessário conhecermos nosso público e criarmos uma campanha que se aproxime dele. Como sempre cita Peter Drucker, o bom marketing é o marketing imperceptível, que nos faz pensar e desejar o produto sem que percebamos a ação estratégica.

Vamos então entender como a metodologia SMART pode nos ajudar:

S – Especificidade, foque no público que deseja atingir;

M – Mensure todas as suas ações, contabilize seus números dentro do funil;

A – Alcançável, tenha metas reais e que sejam possível de alcançar;

R – Seja relevante, faça antes o que é importante, quando sabemos a importância temos consciência do que realmente é relevante;

T – Temporal, ser temporal é estar atento ao tempo, ou seja, para onde o público está olhando, em que estão focando;

Ao compreender todo SMART precisamos então aplicar em nossas ações de marketing, pense comigo, se conseguirmos ser específicos e focar em nosso público, conseguirmos medir nossas campanhas, transformando dados intangíveis qualitativos e tangíveis e quantitativo, sabermos exatamente aonde queremos chegar, e alinharmos metas alcançáveis, que sejam relevantes para o nosso público e que estejam alinhadas ao momento.

Atualmente o marketing está super em alta e todas as metodologias se enquadram para melhorar a eficácia das ações estratégicas, visando sempre impulsionar sua marca ou produto, tendo em vista que somos diariamente bombardeados por várias ações e campanhas de marketing. Fique atento aos movimentos do seu público e aplique o Marketing SMART, para que consigas fazer cada vez mais trocas e engajar mais ainda seu público.