Singularidade ou Transcendência?

Singularidade ou Transcendência?

Singularidade ou Transcendência?

Esta semana quero conversar com vocês sobre singularidade e transcendência, que relação a marca tem com essas duas palavras. Quando pensamos em ser singular, significa, ser único, raro, que se diferencia dos demais pela sua excepcionalidade, ou seja, ser singular é ser exclusivo, é ser inalcançável, é ser uma marca com processo único, com uma forma de atender única, uma marca única, que os concorrentes não conseguem se aproximar.

E ser transcendente, o que é transcendência? É superar, ir além de, ou ultrapassar alguma coisa, ou seja, transcender é conseguir estar elevado, superar-se, quando uma marca é transcendente, ela tinha pouca expectativa, e quando a pessoa consome o que essa marca proporciona, ela vai além, sua experiência vai além, tem relação com os pensamentos e emoções. Que barreiras a marca ultrapassa em relação às emoções para que ela seja transcendente.

Quando pensamos em singularidade em relação a marca, pensamos em como essa marca se torna única, lembra do artigo da semana passada da contextualização? Qual a qualidade dessa marca para que ela se torne única, e se diferencie de todos os outros concorrentes, seja em relação a uma atitude, a um atendimento, a uma característica, ao produto, ela é extraordinária.

E quando pensamos em uma marca transcendente, colocamos junto dela nossas expectativas, e a superação destas, ou seja, uma marca transcendente supera as expectativas do cliente, seja em relação ao produto, serviço, ou a marca em si, conforme abordado no artigo da semana retrasada em relação à experienciação. Uma marca que tem transcendência tem experiências que ultrapassam e superam as expectativas dos clientes, pense você, ao comprar um produto, ou contratar um serviço que a marca/empresa tenha superado suas expectativas, essa é a marca transcendente.

Então eu questiono você: você deseja que sua marca seja singular ou transcendente? Você já se perguntou sobre isso? Você já se questionou como você deseja que sua marca seja? Já pensou como ela deve reagir, que significado ela deve ter na vida do consumidor, você quer que ela seja única ou que ela se supere? Pense sobre, pois são questões muito importantes em relação a marca, em relação às expectativas e ações que você tem gerado em seu consumidor, ainda vamos conversar mais sobre o assunto, enquanto isso, reflita sobre como está sua marca agora, ela é singular ou transcendente, e você gosta do que ela é? Não esqueça que na vida tudo é uma troca, me segue lá nas redes sociais, meu Instagram é @anabarbara.dias e minha fanpage é @navidatudoeumatroca. Obrigada!

 

Ana Bárbara Dias