Síndrome do objeto brilhante

Síndrome do objeto brilhante

Síndrome do objeto brilhante

Muito tem se falado em inovação, em estratégias de marketing, em transformação digital, mas precisamos ir com mais calma, sim, a síndrome do objeto brilhante que conversaremos essa semana é um alerta para que não caiamos nesta “cilada”, pois como já diz o antigo ditado, nem tudo que reluz é ouro, e isso serve muito bem para o que estamos vivendo neste momento.

Quando falo em cilada, ela esta relacionada a não querer fazer tudo que aparece, e a síndrome do objeto brilhante serve muito bem para o atual momento que o marketing vem vivendo, pois existem muitas estratégias novas sendo aplicadas, muitas ações e ferramentas surgindo, mas nem todas serão eficazes se não executadas da maneira correta, e com o profissional correto.

Quantas vezes você já passou pela rua ou observou em sua timeline, e se deparou com alguma ação de marketing no mínimo inusitada, sem sentido ou até ofensiva? Acredito que como eu, você já deve ter visto muitas ações destas, e é sobre isso que quero conversar com você essa semana, sobre a cilada de querer aplicar todas as estratégias esquecendo o real objetivo e propósito do seu negócio, esquecendo da sua persona.

É preciso pensar mais sobre a síndrome do objeto brilhante para que não nos desencontremos com nosso negócio, com a nossa marca e principalmente com a nossa essência, e percamos o foco. A síndrome do objeto brilhante é o hábito que temos de ser atraído por novidades, por ações inovadoras, fazendo com que percamos o foco.

No marketing 4.0 estamos vivendo isso a cada minuto, a cada atualização das redes sociais, surgem novas ações, novas estratégias de marketing, novas ferramentas de automação de marketing, novas maneiras de interagir com o consumidor, novas métricas, ufa, são muitas, muitas novidades mesmo, e por isso, nosso cuidado, precisa ser redobrado.

Toda essa conectividade, essa interação que veio com a transformação digital que o mundo vem passando trás também algumas “ciladas” que precisamos tomar cuidado, essa busca constante pela próxima grande novidade do mercado pode ser muito perigosa, pois corre-se o risco de nunca conseguir implementar e mensurar efetivamente os esforços da novidade anterior, levando a um desperdício de recursos e tempo, e assim não atraindo nenhum consumidor para o nosso negócio ou marca.

Para que você não caia nessa cilada é importante tomas alguns cuidados, sendo eles: pense em sua estratégia e verifique se ela é executável, resista as tentações dessas novidades, e persista diante das dificuldades, não será na primeira ação que seus clientes serão fidelizados, e lembre-se sempre sempre meça seus resultados, para que consigas fazer constantes avaliações, e por fim e não menos importante, não esqueça que na vida tudo é uma troca, sendo assim, peça ajuda aos profissionais que sabem e troque muito conhecimento com eles. Continue acompanhando semanalmente, e pelas minhas redes sociais, Obrigada!

Ana Bárbara Dias